quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Reciclando Giz de Cera

Você sabia que é possível reaproveitar aquele giz de cera quebrado que foi arremessado pelo seu filho, ou  aquele tequinho que sobrou que mal cabe entre os dedos para pintar? Aprenda com o Almanaque dos pais como reciclar giz de cera e, de quebra, fazer novas artes, novos formatos e cores.
Utilizando formas com formatos divertidos como letras, animais e formas, o giz de cera reciclado se transforma em uma lembrancinha de festa de aniversário personalizada e que as crianças adoram!
Para ficar ainda mais bacana, coloque o giz em saquinhos transparentes e amarre com uma fita colorida.

Como reciclar giz de cera

Materiais necessário:

forma de alumínio ou de silicone no formato que mais gostar e que possa ser aquecida
giz de cera
forno a gás, elétrico ou de micro-ondas.

Guarde os pedacinhos de giz de cera

O primeiro passo é nunca mais jogar fora aquele giz velho, usado ou quebrado. Guarde tudo em um potinho ou baldinho, não importa a cor e pode misturar marcas.

Remova papéis e adesivos

Remova todo o material colado ao giz de cera como adesivos e papel. As crianças podem ajudar nessa etapa e é uma oportunidade muito bacana para explicar a importância da reciclagem para cuidar do nosso planeta.
como-reciclar-giz-de-cera-makeandtakes.com00

Separe as cores

Separe as cores, independente da tonalidade, ou seja, no grupo azul pode colocar o azul claro e o escuro juntos. Essa organização ajudará também se você optar por cores misturadas.

Coloque os pedaços nas forminhas

Arrume os pedaços de giz de cera na forma ou recipiente adequado para ir ao forno ou micro-ondas. Se necessário quebre um pouco mais para que não fiquem além do buraco da forma. A maioria das crianças optam por misturar todas as cores nessa etapa, porém se você preferir separar por tom pode misturar com giz do mesmo grupo, como por exemplo o verde escuro e claro no mesmo recipiente.
Se for utilizar forma de silicone nossa dica é colocar uma forma de alumínio por baixo no forno, assim não há risco dela dobrar que o giz de cera derretido escorrer e causar algum acidente ou queimadura.
Foto: www.makeandtakes.com

No forno convencional

Pré-aqueça o forno por 5 minutos em 200°C. Coloque a forma com os pedacinhos para derreter. O tempo médio é de 10 minutos, porém pode variar de acordo com o forno, tamanho e qualidade do giz de cera.
Para um efeito de cores diferente, misture levemente o conteúdo quando ainda estiver quente, formando pequenos espirais(foto abaixo).
Se quiser uma cor uniforme assim que retirar do forno mexa bem o conteúdo com um palito de madeira até que esteja com a cor homogênea.
como-reciclar-giz-de-cera-makeandtakes.com02A

No forno de micro-ondas

Leve a forma ou recipiente adequado para micro-ondas e ligue por 4 minuto em potência alta. Retire com cuidado e mexa com um palito de madeira. Se o giz não estiver completamente derretido coloque no micro-ondas por mais 2 minutos.
Para um efeito de cores diferente, misture levemente o conteúdo quando ainda estiver quente, formando pequenos espirais (foto acima).
Se quiser uma cor uniforme assim que retirar do forno mexa bem o conteúdo com um palito de madeira até que esteja com a cor homogênea.

Desenformando

Após derretido o giz de cera leva cerca leva algum tempo para esfriar e endurecer, esse tempo vai variar de acordo com o tamanho dos recipientes. Para acelerar você poderá colocar na geladeira ou freezer por 15 a 40 minutos. Uma forma com recipientes pequenos leva em torno de 1 hora para que o giz de cera fique pronto. Aguarde até que esteja bem firme e desenforme. Se estiver gelado muitas vezes ele “salta” da forma com facilidade.
Desenformar não é tão simples quanto parece e pode acontecer de quebrar. Nesses casos basta voltar para a forma e derreter novamente.
como-reciclar-giz-de-cera-makeandtakes.com02

Para quem só tem forma grande

Nesse caso você pode colocar todos os pedacinhos de giz de cera para derreter juntos no forno convencional e, depois que retirar do forno aguardar até que esteja morno, corte-os nos formatos de desejar (retângulos, quadrados, bolinhas, animais..). Só desenforme depois que esfriar. Ficará uma linda mistura de cores em cada pedaço cortado!

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Sucesso na festa infantil em casa

Fazer uma festa de aniversário de criança em casa é uma opção para quem busca um evento personalizado, com flexibilidade de horários e data, além de custos menores. “Pessoas que optam por esse tipo de festa querem que os detalhes pessoais façam parte da comemoração”.
De acordo com a especialista, qualquer lugar pode ser adaptado para receber os convidados, desde que haja um bom planejamento. Com a ajuda de profissionais da área, criei um cronograma com tudo o que deve ser considerado no momento da organização para que a festa seja impecável. Confira:

Quatro meses antes

Prepare a lista de convidados
Após a escolha da data da festa, essa é a primeira tarefa a ser encarada no planejamento. Assim, é possível ter noção da dimensão do evento. Por ser uma comemoração em casa, a quantidade de pessoas que entrarão na lista deve ser proporcional à estrutura que você pode oferecer.
Lembre-se que crianças de até cinco anos, geralmente, vão acompanhadas dos pais. “Uma forma de calcular quantas pessoas se pode receber é somar os assentos disponíveis na casa e acrescentar 30%, imaginando que algumas pessoas sempre circulam para papear entre as rodas”.
Se não houver mesas e cadeiras para todos os convidados, é preciso adequar o cardápio. Em vez de oferecer um almoço ou jantar que necessite de pratos e talheres, escolha um coquetel com lanches, salgados e comidinhas do tipo “finger food” (servidas em miniporções).
É importante também reservar um espaço para oferecer algum tipo de entretenimento às crianças, ainda que na área externa da casa. O número de banheiros também conta. Se forem poucos, é melhor restringir o número de convidados.
Decida quem será a organizadora: você ou uma empresa
Coordenar os preparativos de uma festa sozinha pode custar menos, no entanto, exige muita disponibilidade e dedicação. Pedir orçamentos em empresas especializadas e perguntar a pessoas conhecidas que já fizeram a festa por conta própria pode ajudar na escolha.
“Mesmo que a pessoa opte por fazer tudo sem o auxílio de um profissional, aconselho contratar uma equipe para ajudar na cozinha e repor comidas e bebidas. Afinal, os anfitriões devem ter tempo para receber e curtir os convidados”.
Se optar por contratar um serviço, seja qual for, esse é o momento de ligar para checar a disponibilidade da data escolhida. “O melhor é pesquisar empresas acostumadas a trabalhar em casas, que são totalmente diferentes de um bufê. Muda a logística e a quantidade de garçons. Outra coisa que muda é o cuidado na escolha dos funcionários, já que eles estarão dentro do seu lar”.

Três meses antes

Escolha o tema da festa
A decisão deve levar em conta o gosto do aniversariante, há algumas unanimidades entre o público infantil. “Em aniversário de crianças entre um e dois anos, dá para apostar em temas mais genéricos, como personagens da Disney, fazendinha e circo. Já os entre três e cinco anos gostam de escolher e querem temas específicos, como Cinderela ou ‘Alice no País das Maravilhas’, para as meninas, e heróis ou ‘Carros’ para os meninos”, diz.
Se o homenageado tem a partir de seis anos, é bem provável que ele prefira temas que envolvam seriados e novelas voltados para sua faixa etária. “O quanto antes essa decisão for tomada, melhor, já que a decoração, os convites e as lembrancinhas devem ser feitos de acordo com o tema”.
Defina o cardápio
Festas infantis pedem guloseimas que agradem ao público-alvo, como salgados, mini lanches, pizzas, pipoca e doces. É possível inserir opções mais saudáveis no menu, desde que essas tenham algum atrativo para a criançada. Montar espetinhos de frutas coloridas ou oferecê-las em potinhos individuais são boas saídas.

Sucos devem entrar no cardápio, assim como refrigerantes e água, além de bebidas alcoólicas para os adultos. Para calcular o quanto de comes e bebes deverá ter disponível no dia, a reportagem consultou seis bufês infantis e chegou a uma média de 15 unidades de salgados, seis unidades de doces, 150 g de bolo, 500 ml de água, 500 ml de suco e de refrigerante e três latinhas de cerveja por pessoa. Considere apenas os convidados a partir de seis anos.

Dois meses antes

Pense nas atividades de entretenimento

Em comemorações em que há, no mínimo, 20% de crianças entre os convidados é preciso ter uma equipe especializada. Se o número de crianças for ainda maior, então, o serviço é tão importante quanto o bolo.
“Alugar brinquedos e contratar uma equipe de recreadores é a solução mais comum. Mas há muitas outras opções, como oferecer shows com personagens infantis e grupos circenses”.
Prepare os convites
Se for encomendar os convites a uma gráfica, o pedido deve ser feito nesse momento. “Festas em casa também combinam com convites feitos à mão pelo anfitrião, que ajudam a conferir uma atmosfera mais íntima e personaliza.
Os convites devem ser entregues, pelo menos, 15 dias antes do evento. Se a comemoração for apenas para os amigos próximos e familiares, também vale convidar por telefone, e-mail ou Facebook.

Seis semanas antes

Apronte as lembrancinhas
Elas servem como uma recordação especial da festa, principalmente, se forem personalizadas. “As lembrancinhas são bem-vindas mesmo em festas mais íntimas. Elas representam um cuidado com os convidados”. E, se você concorda, essa é a hora de começar a prepará-las.
Se for fazer sozinha, compre os materiais necessários. Se optar por produtos prontos, faça o pedido. “Uma boa pedida são as lembrancinhas comestíveis, como saquinho de doces ou caixa de bombons ou, então, algo que possa ser aproveitado depois da festa. Um jogo de canetinha, lápis de cor ou giz de cera, por exemplo”.

Quatro semanas antes

Comece a organizar a decoração
A vantagem de fazer uma festa em casa é que os elementos decorativos da própria casa podem compor a ambientação, assim como alguns itens favoritos do quarto da criança. Nas alas que serão reservadas aos adultos, vasos com flores são suficientes para tornar o local mais atrativo.
O tema da festa aparecerá com destaque na mesa principal, onde ficam os doces e o bolo. “Hoje em dia, aquelas decorações exorbitantes, com esculturas de isopor, deixaram de ser tendência. Mas a decoração com balões nunca sai de moda”. Temas e cores unificam a decoração ao serem inseridos em todos os detalhes: copos, guardanapos, pratos e forminhas de doces.

Na semana do evento

Cheque todos os itens
É nesse momento que tudo o que você planejou deve ser conferido, inclusive a contratação de serviços terceirizados. Assim, caso algo dê errado, ainda há tempo para lançar mão de um plano B. As lembrancinhas também devem ser finalizadas nessa semana.
Vá às compras
Três dias antes, compre as comidas e bebidas. Se for cozinhar, trace um planejamento com bastante critério, de modo a não acumular tarefas no dia do evento.

Um dia antes

Adiante o que for possível
Coloque todas as bebidas para gelar e veja se é possível adiantar alguns detalhes da decoração. Mas atenção: os balões devem ser inflados só no dia da festa, pois murcham rapidamente.

No dia da festa

Encontre um tempo para relaxar
Comece os preparativos logo cedo, para que possa descansar um pouco antes de os convidados chegarem. Também é importante que o aniversariante esteja bem relaxado para aproveitar a própria festa.
Vizinhos
Um cuidado importante ao organizar uma festa em casa é em relação ao barulho. Para evitar problemas, o ideal é se programar para que a comemoração termine até as 22 horas.
Ainda assim, se não for convidar os vizinhos, é uma atitude gentil avisá-los do evento e pedir desculpas antecipadas pelo incômodo, que, possivelmente, será gerado por causa da movimentação de pessoas. Dificilmente, um deles vai criar caso com você depois de uma abordagem tão educada.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Chá de material escolar. o que você acha?

festa back to school ou, como chamamos aqui no Brasil, festa de volta às aulas já se consolidou nos Estados Unidos e a cada dia ganha mais espaço por aqui. Já fizemos até um texto com várias ideias criativas sobre o tema e, caso você tenha interesse em mais detalhes, clique sobre os links acima nas palavras.
A ideia do chá de material escolar é uma alternativa totalmente relacionada à comemoração de volta às aulas, perfeita para os pais receberem uma ajudinha da família, festejar e ainda incentivar os estudos dos pequenos.
Assim como em um chá de panela ou chá bar tradicional, é interessante que os convidados tenham acesso à lista de materiais, e claro, que fiquem totalmente à vontade para escolher com o que desejam presentear.
De caixas de lápis de cor e borrachas à livros de leitura em diferentes idiomas, não faltarão opções para os familiares coruja darem uma forcinha para os pequenos.
Chá de material escolar
Chá de material escolar –  Foto: floridapolitics
Para não ter problema com presentes duplicados, sugiro entrar em contato com uma papelaria de sua preferência e combinar possibilidade de troca.
Ao final, além das trocas, se os convidados se empolgarem e a criança acabar ganhando até mais itens do que o necessário, doar para quem precisa também é uma excelente ideia!
Que tal a novidade? Conta pra gente o que achou, vai!? Vamos adorar saber sua opinião :)
Ah, e lógico, se fizer lembre-se de tirar muitas fotos e compartilhar conosco para inspirar outros papais a ‘fazerem a festa’!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Os 10 mandamentos do brincar

O brincar tem que fazer parte da rotina de toda criança. Então, que tal imprimir os mandamentos abaixo e botar em prática com seus filhos ou com crianças que você conheça?

A brincadeira, principalmente na primeira infância, ajuda os pequenos a se tornarem pessoas melhores e mais saudáveis nas próximas etapas de suas vidas. 

E para reforçar a importância da diversão no desenvolvimento infantil, confira abaixo os 10 mandamentos do brincar.

1. Combate a obesidade, o sedentarismo e desenvolve a motricidade. 

Meia hora de pega-pega e amarelinha consome, respectivamente, 224 e 135 calorias. Crianças que brincam, portanto, sofrem menos dos problemas decorrentes do sedentarismo.

2. Promove o autoconhecimento corporal. 

Correr, pular, cair, levantar…  São ações que auxiliam a criança a se perceber e conhecer seus limites e potenciais. 

3. Estimula competências sócio emocionais.

A brincadeira é uma necessidade biológica que ajuda a moldar o cérebro e que, nos diversos contextos, fortalece as relações sócio afetivas, explorando aspectos como autocontrole, cooperação e negociação.

4. Gera resiliência

É uma das mais importantes habilidades para se viver. A frustração de perder um jogo ou de o colega não querer brincar do jeito proposto pela criança irá ajudá-la a se adaptar a uma realidade inesperada, administrando melhor as decepções. 

5. Ensina o respeito ao outro. 

A criança aprende a ouvir, a relacionar-se, aceitando as diferenças. 

6. Desenvolve a atenção e o autocontrole. 

Montar um quebra-cabeça ou empilhar blocos é um desafio que, a cada vez, será resolvido de um jeito melhor. Esse aprendizado é uma ferramenta para superar vários desafios na vida. 

7. Incentiva o trabalho em equipe. 
Os jogos e brincadeiras coletivos são verdadeiras escolas de convivência, cooperação, respeito, trocas, limites, essenciais à vida e ao mundo do trabalho. 
8. Estimula o raciocínio estratégico.
Jogos com regras criam impasses que são vencidos por meio da análise, da argumentação, do momento certo de agir, da avaliação do resultado. Os erros servirão como ponto de partida para novos acertos.
9. Promove a criatividade e a imaginação
Baldes, potes, caixas nas mãos de uma criança se transformam em robôs, aviões, pessoas, casas. Por isso, estimular a criatividade com objetos simples traz mais ganhos à criança do que com brinquedos prontos e caros. 
10. Estabelece regras e limites. 
A criança aprende a respeitar o espaço e o limite do outro, lidando com regras, questionando-as para entendê-las ou para sugerir mudanças, postura essencial para viver pro ativamente na sociedade.


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

"LEGO FROZEN - LUZES CONGELANTES” CHEGA AOS CANAIS DA DISNEY EM JANEIRO

O curta-metragem de animação do grupo Lego será transmitido pelo Disney Junior no sábado, dia 14, e pelo Disney Channel no sábado, dia 21, para os fãs mergulharem novamente no mundo mágico de Arendelle

São Paulo, janeiro de 2017 – Esse mês estreia “Lego Frozen -  Luzes Congelantes”, um curta-metragem que conta uma nova aventura no reino de Arendelle. Anna, Elsa, Kristoff, Sven e Olaf embarcam em uma missão para restaurar as luzes do norte nesta história contada em quatro partes, que poderão ser assistidas nas telas de dois canais da Disney. Em 14 de janeiro, às 13h, será transmitida pelo Disney Channel e, no dia 21, às 18h45 pelo Disney Junior.

“Estamos entusiasmados em continuar ampliando o universo de um filme que criou uma conexão tão especial com os fãs”, disse Nora Tela, Vice-presidente e Chief Marketing Officer da The Walt Disney Company Latin America. “Lego Frozen - Luzes Congelantes” nos introduz em um novo episódio que envolve um dos fenômenos mais espetaculares da natureza”, acrescentou.



O aparecimento anual da aurora boreal sobre Arendelle significa boa sorte para o reino e lembranças felizes da infância para Anna e Elsa. Porém, neste ano, as luzes não aparecem. Por isso, elas, juntamente com seus amigos, deverão atravessar obstáculos e situações complicadas – que incluem uma tempestade, um terreno traiçoeiro e um vale congelado – para resolver este mistério.

O filme de animação da Walt Disney Animation Studios Frozen - uma aventura congelante foi lançado com grande sucesso em 2013. Ganhador, entre outros, de dois prêmios Oscar®, um Golden Globe® e um BAFTA®, o filme de animação se tornou um fenômeno mundial, com a maior arrecadação de todos os tempos, mais de $ 1,27 bilhões de dólares de bilheteria mundial.

Reprises: No Disney Junior, domingo, dia 22, às 11:15h e domingo, dia 29, às 11:30h e às 17:30h; e no Disney Channel, dia 19 às 18:30 e sexta-feira, dia 27, às 12:30h.

4 erros no processo do desfralde

Bebês; fraldas; desfralde (Foto: Thinkstock)Antecipar o processo


É importante que você esteja atento aos sinais que a criança emite, já que não há uma idade específica para o desfralde. A partir de 1 ano e meio, ela consegue controlar o esfíncter anal (estrutura que regula o grau de amplitude do orifício). No início, detém só a capacidade de retenção, ou seja, de segurar a urina e as fezes. Em seguida, passa a dominar a liberação deles – sentar no vaso sanitário e fazer xixi exatamente naquele momento.
Não se apresse. Espere que seu filho demonstre incômodo com a fralda suja, avise que está fazendo xixi nela, desenvolva consciência corporal para alertar sobre dores e sensações gerais, consiga ficar sentado e já tenha paciência para esperar no penico.

Antecipar o momento certo para o desfralde pode causar frustração na criança. Se você perceber que o processo não está dando certo, interrompa-o e tente novamente após dois ou três meses.
Criticar a criança


É normal que, durante o desfralde, seu filho deixe escapar xixi ou cocô. Em certos momentos, o estrago é grande, sujando colchão ou sofá, por exemplo. Mas respire fundo, mantenha a calma e não demonstre insatisfação. Qualquer repreensão pode deixar a criança insegura e fazer com que use a situação para chamar atenção. Além disso, é possível que ela passe a sentir medo. Há casos em que o temor do penico faz com que segure as fezes – elas ficarão retidas no intestino e a mucosa absorverá água. Isso vai endurecê-las e dificultar ainda mais a eliminação.

A etapa do desfralde precisa ser lúdica, agradável e natural. Você pode levar livros e contar histórias enquanto seu filho está sentado no vaso sanitário ou no penico. Outra dica divertida é comprar cuecas e calcinhas com motivos infantis – pode ser do personagem preferido dele. Você precisa ser compreensivo e dar força à criança. Quando ela conseguir fazer xixi ou cocô no lugar certo, fora da fralda, dê parabéns e comemore!
Comparar com os irmãos


A partir do momento em que o momento de deixar as fraldas varia de criança para criança, não diga frases como: “na sua idade, seu irmão já usava o penico!” ou “todos os seus amigos na escola já conseguiram tirar a fralda”. Essa pressão psicológica só trará insegurança e sentimento de frustração para o seu filho.

É provável também que as comparações venham de pessoas de fora de seu núcleo familiar. A avó ou a vizinha darão palpites e dirão que você já deveria ter iniciado o processo de desfralde da criança. Ignore os conselhos e tranquilize quem os deu: diga apenas que já está tudo planejado.
Acomodar-se


Sabemos que o desfralde exige paciência, dedicação e esforço, tanto dos pais quanto da criança. Só que isso não pode fazer com que você se acomode e adie em excesso o processo. Se o seu filho já está dando sinais de que está pronto, não hesite em introduzir os novos hábitos. Claro que, à noite, o prazo para dar adeus às fraldas será mais lento. Mas é importante ter bom senso: sequer tentar durante a madrugada pode atrapalhar as fases de desenvolvimento da criança. Sim, isso pode custar algumas noites mais agitadas. Mas valerá a pena!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Você carrega seu filho do lado esquerdo? Tem uma explicação pra isso

Sempre carreguei e tive mais conforto em carregar a Lavínia do lado esquerdo. Depois de ler esse estudo entendi o porquê.

Se você é como eu, está na faixa dos 70 à 85% das mulheres que carregam seus filhos em seus lados esquerdos.


E, curiosamente, a ciência agora explica o porquê disso!

De acordo com um estudo publicado na Nature Ecology and Evolution, o ato de você carregar sua criança no lado esquerdo do seu corpo permite que deixe livre o lado direito do seu cérebro para melhor processar as informações - especificamente - as emoções.

O estudo analisou não apenas seres humanos, mas também outros mamíferos - como as baleias orca - e relataram que o lado esquerdo contribui para a ligação vínculo mãe e filho, uma vez que o hemisfério direito do cérebro ajuda a melhor processar emocionalmente o que a mãe vê, o que permite à mãe reconhecer expressões dos seus bebês e determinarem o que eles precisam.

Lindo, né? E nunca imaginei isso!
E você, já reparou de que lado carrega seu filho?


SHOPPING JK IGUATEMI TEM AÇÃO ESPECIAL DE MOANA - UM MAR DE AVENTURAS

Uma verdadeira brisa aquática irá tomar conta do terraço do Shopping JK Iguatemi no dia de 14 de janeiro.

Imagens e um conteúdo especial do filme serão projetados numa cortina de água que irá encantar e refrescar as famílias que estiverem no evento.

A cortina possui uma tecnologia que faz com que ela forme, com sua própria água, símbolos, formas e desenhos que remetem à nova animação da Walt Disney Animation Studios, Moana - Um Mar de Aventuras. 

O público poderá brincar e interagir com a água durante o dia – das 10h às 19h30 - num espaço especialmente montado para a ação, e à noite – das 19h30 às 21h30 -, a cortina receberá projeções de conteúdos especiais e clipes das músicas do filme.


A nova aventura cinematográfica Moana – Um Mar de Aventuras do Walt Disney Animation Studios fala sobre uma adolescente muito determinada que, com a ajuda do “espirituoso” e poderoso semideus Maui, parte em uma divertida missão.


Projeção na água inspirada em Moana - Um Mar de Aventuras

Dia 14 de janeiro das 10h às 22h
Terraço JK no 3º andar
Shopping JK Iguatemi
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 2041 – Itaim Bibi, São Paulo

Cuidados com a pele negra no verão

O verão é a época ideal para se conquistar um bronze perfeito. Mas a exposição ao sol pode causar grandes danos para a nossa pele, por isso é muito importante que a pele seja protegida e cuidada.
A pele mais clara é muito mais sensível ao sol e exige grandes cuidados durante o verão, porém os cuidados com a pele negra no verão também são fundamentais. A pele negra é mais protegida aos efeitos do sol, porém os raios ultravioletas também podem causar danos a pele negra.
Quais são os principais cuidados com a pele negra no verão
A principal diferença entre a pele negra e a pele branca é a melanina, que é responsável pela pigmentação da pele. A melanina diminui os danos do sol a pele, pois ela funciona como um protetor solar natural.
Além da melanina, a pele negra também é naturalmente mais firme, evitando o surgimento de rugas e a flacidez. Mas isso não significa que a pele não precisa de cuidados e proteção dos raios ultravioletas. Confira algumas dicas e cuidados com a pele negra no verão, para mantê-la saudável e bonita durante essa época do ano:
  • Protetor solar sempre: Algumas pessoas com a pele negra acham que não precisam usar protetor solar. A pele negra não fica vermelha como as peles mais claras, por isso muitas pessoas acreditam que não estão queimando. A exposição ao sol sem o uso de protetor de solar, pode aumentar o risco de um câncer de pele, mesmo na pele negra. É recomendável que o uso do protetor solar seja diário, com o fator de proteção solar 15, mas se a exposição ao sol for mais intensa, como na praia, o uso deve ser de, no mínimo, 30.
  • Cuidados com a oleosidade da pele: A pele negra sofre com o excesso de oleosidade, principalmente durante o verão. Além de provocar o surgimento de acnes, a oleosidade também pode gerar manchas na pele negra. Para prevenir esses problemas, é importante que a pele seja higienizada pelo menos duas vezes durante o dia. Essa higienização deve ser feita com sabonetes líquidos e apropriados para o tipo de pele.
  • Hidratação da pele: A pele negra é mais resistente e espessa, fazendo com que a pele seja protegida contra fatores externos, como poeira, poluição, etc. Mas se por um lado a pele fica mais protegida, por outro ela não consegue absorver os principais ativos que os hidratantes possuem. Por esse motivo é comum que a pele não fique hidratada e ainda apresente manchas brancas. É muito importante que o uso de hidratantes seja reforçado na pele negra, principalmente em regiões do corpo mais ressecadas. Os banhos quentes devem ser evitados, pois provocam um maior ressecamento da pele.


Cuidados com a pele negra no verão
Como manter a pele negra hidratada e saudável
Essas dicas são apenas alguns dos cuidados com a pele negra no verão. Para que você se sinta protegida e segura, é importante que você procure por um profissional e tire todas as suas dúvidas. Cada pessoa possui uma pele diferente que precisa de cuidados diferentes.
Seguindo essas dicas, sem dúvida você estará trazendo grandes benefícios para a sua pele, mas se você quer deixá-la ainda mais bonita, existem diversos tratamentos estéticos que proporcionam grandes resultados para a pele, como os tratamentos faciais.
Vale lembrar que existem tratamentos faciais que são mais indicados para determinados tipos de pele, portanto é muito importante procurar por um profissional para saber qual é o indicado para você.

Ski Montain Park - Adoramos

Localizado na Estância Turística de São Roque, a apenas 54 km da cidade de São Paulo, o Ski Mountain Park tem fácil acesso pelas Rodovias C...